Plágio na Psicografia


O médium Agnaldo Paviani pergunta ao espírito Klaus sobre a possibilidade de plágio no exercício da psicografia…

Agnaldo Paviani: Certa vez, conversando com um médium, amigo meu, ele me contava sobre a possibilidade de muitas obras literárias espíritas serem plágio de outras obras literárias. Em contrapartida, existe a questão da Concordância Universal dos ensinos dos espíritos. Como o senhor avalia essa questão?

Klaus: Salvo algumas exceções em que, infelizmente, médiuns acabam “copiando” outros médiuns, via de regra, o que temos é uma “SINTONIA DAS EQUIPES ESPIRITUAIS QUE TRABALHAM COM OS MÉDIUNS ENCARNADOS”.
Ou seja, cada médium, de acordo com sua capacidade de captação mediúnica, de seu conhecimento e particularidades de sua mediunidade, capta de maneira “pessoal” as informações dos espíritos.
Entre nós – os espíritos – não existe concorrência para saber qual espírito é mais conhecido entre os encarnados ou qual é o mais famoso. Dessa foma, determinado espírito escreve sobre determinado tema através do médium X; um outro espírito, em sintonia com a ideia ou o tema, escreve sobre o mesmo assunto, abordando-o em ângulo diferente, através do médium Y.
Evidentemenete, há médiuns mais “corajosos” que “saem na frante” e, sem medo da crítica do movimento espírita – quase sempre descaridosa -, abordam assuntos “ácidos e polêmicos”.
Mais tarde, outros médiuns, encorajados também – em parceria com o espírito -, abordam o mesmo tema.
Méritos para quem teve a coragem de abordar o tema antes dos demais, e méritos também para aqueles que “endossaram” essa ou aquela tese, uma vez que escreveram sobre o assunto posteriormente.
Não obstante compreender sua curiosidade, creio que esse tipo de discussão é inútil. No fundo, essa preocupação, por parte deste ou daquele médium, sobre quem escreveu primeiro ou quem escreveu depois, é apenas fruto de uma “BRIGA DE EGOS”, coisa de espírito (médium) inferior.
Mesmo porque, a liberdade de exressão também existe do lado de cá, e o fato de um médium e um espírito abordarem determinado tema não inviabiliza que outros também o façam. A Seara é grande e tem trabalho para todos “QUE QUEREM TRABALHAR”.

Livro Nos Últimos Tempos…, Capítulo Extra, Espírito Klaus – psicografia de Agnaldo Paviani.

VN:F [1.9.22_1171]
Vote, sua opinião é importante.
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

This entry was posted in Mediunidade and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *